HOMEEnglish
Investigador
Noemi Alfieri

Assistente de Investigação

Bolseiro de Doutoramento
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas/Universidade Nova de Lisboa

n.alfieri@yahoo.it

Grupo de Investigação:
Leitura e formas de escrita

Áreas de Investigação:
História do livro
Estudos literários
História cultural


Noemi Alfieri holds a BA degree in Modern Languages and Literatures (Spanish and Portuguese) from the Università degli Studi di Torino, Italy and an MA in Modern Languages and Literatures (Portuguese), from the same university, with the thesis “Pepetela e As aventuras de Ngunga: alla scoperta dell'identità angolana. Analisi critica e saggio di traduzione”. Excerpts of her MA thesis were published as papers in Italian and Portuguese academic journals. She's currently a PhD Candidate in Portuguese Studies at the FCSH-UNL and a Research Assistant of CHAM. She holds an FCT grant to run her investigation on the topic "(Re)Construir a identidade através do conflito: uma abordagem às Literaturas Africanas em Língua Portuguesa (1961-74)". Her main research interests are related to the censoring mentality in force during the Colonial/ Liberation War, to the self-censorship mechanisms, the comprehension of phenomenon of identity elaboration and its expression in the former Portuguese colonies in Africa.

-------------------

Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas (Espanhol e Português) pela Universitá degli Studi di Torino, Itália, concluiu um mestrado em Língua e Literaturas Modernas (Português) na mesma faculdade, com a tese "Pepetela e As aventuras de Ngunga: alla scoperta dell'identità angolana".

É actualmente estudante de doutoramento em Estudos Portugueses na FCSH-UNL e assistente de investigação no CHAM. Conduz a sua investigação sobre o tema "(Re)Construir a identidade através do conflito: uma abordagem às Literaturas Africanas em Língua Portuguesa (1961-74)". Os seus principais interesses de investigação estão relacionados com a mentalidade censurante em vigor nos anos da Guerra Colonial/ Guerra de Libertação, com os mecanismos de autocensura, a compreensão dos fenómenos de elaboração identitária e com a sua manifestação na produção literária das ex colónias portuguesas em África.





Os conteúdos desta página são da responsabilidade do investigador.