_________________________________________________________________________________________Apresentação


A área disciplinar da arqueologia é desenvolvida no CHAM desde 2006. O volume de trabalho produzido e o número de projectos em curso determinaram, em 2011, a criação de uma linha de investigação autónoma. Esta linha define-se pelo estudo das estruturas e dos materiais resultantes do processo da expansão portuguesa nos séculos XV a XVIII, mas também dos seus reflexos e interacções no Reino e na Europa, considerando outras experiências coloniais numa perspectiva comparativa.
Segue, pois, as metodologias próprias da arqueologia, lançando novas problemáticas de investigação ou complementando as de outras linhas do CHAM. Assim, muitos dos seus projectos adoptam um carácter interdisciplinar e prestam particular atenção a questões relacionadas com a salvaguarda, a conservação e a valorização do património. Resultam, ainda, de parcerias com instituições universitárias, de investigação ou de gestão do património, nacionais e estrangeiras.
O trabalho da linha de Arqueologia pode agrupar-se, de um modo geral, em três áreas de pesquisa:
- fortificações e estabelecimentos portugueses dos finais da Idade Média e inícios da modernidade;
- paisagens marítimas, navios e navegação portuguesa entre séculos XVI e XIX;
- cultura material, comércio e quotidiano na época moderna.

 


© Centro de História Além-Mar - FCSH-UNL|UAç